1 ano daquilo que sinto

Dia 1 de Junho fez um ano… o dia da criança passou a ter um duplo sentido.

A 11 de Fevereiro perde-mo-nos na conversa, a dia 15 saímos para continuar a conversa… em 5 de Março emergiu um carinho especial e a 1 de Junho passou-se um ano depois do aceito.


A vida ensina segredos que só mais tarde nos dá o conhecimento para que possamos apreciar o quão agradável é bom estar onde se está. Sinto-me um sortudo por não ter do meu lado, as pessoas da má-língua que tive. Hoje, Ser mais fortalecido e convicto, sei que a melhor coisa que me aconteceu foi tudo o que se passou de há um ano para cá.

Foi complicado tomar a iniciativa, mas dela saiu o que tenho hoje… este é o sentimento que eu gosto e quero manter, crescido e evoluído cada vez mais dentro de mim. Sei que ainda há muito que caminhar, porém como estou, sinto que a luz retornou ao meu corpo e agora sim; posso voltar a dar o meu verdadeiro amor, a quem o merece receber.

Um ano de tudo; mesmo que não se viaje e não se lance fogo-de-artificio… o importante é cada momento junto. Todos esses momentos fazem de mim a pessoa mais rica e completa desde que me conheci.


I don’t want you like me, I don’t want you workaholic. I don’t want you to idiot or without cultural content. I want you like you are!

Deixe uma resposta