A coisa boa da vida: subsídios

Eu pensava que já tinha visto tudo, porém vejo que afinal ainda há mais para ver.

Isto irá dar-me muita criatividade na história “O Segredo da Terra”

Há coisas que neste país me fazem pensar (já não tanto, pois não vale a pena)…, estou a falar de algo que não faz a mínima lógica. Recentemente um reformado, que recebia 2 mil euros de pensão + subsidio de férias, disse que mal dava para viver (faz lembrar o Cavacas).

Reforma = Descanso * 12 meses + Sub de férias + sub de natal


*Atenção: Eu não estou contra ninguém, mas não falta aqui um subsidio de almoço? Se é para Chuchar, temos que mamar nas tetas do estado à seria!


Posso escolher não descontar para a segurança social?

Se eu fosse realmente livre, eu teria opção de escolha. Neste momento não sou livre, porém já me ando a precaver: ajudo a maquina comilona (que mal se sabe gerir), ao mesmo tempo que faço o meu pé de meia para a reforma.

Mas quem fala dos velhinhos, que recebem reformas simplex de mais de 2 mil euros, também fala dos desempregados que tem direito a um período de “ferias“.

Estar desempregado da um trabalho diabólico!

Vivemos num país de pessoas que não sabem viver sem o estado, por isso, que venha mais um excelente mandato cheio de coisas boas. Sem duvida; o povo merece os inhos todos que prega.

Deixe uma resposta