A crença e a discordância da dualidade na criação


Se supostamente Deus criou o bem, quem cria o mal?

… existem dois criadores na concepção cristã…

Se formos olhar, isto para um prisma muito não acreditador e, em grosso modo, se tentarmos perceber como os ateus; reparamos que na sua essência, os católicos não são monoteístas!  A base da crença foca-se na mesma, uma crença que teve inicio na Torah, pelos cinco livros de Moisés, onde lá está descrito que D-us criou tudo, Ele é o Criador.

A cultura judaica indica que D-us é o criador de todas as coisas, tanto terrenas como extra terrenas. Quando se diz tudo é mesmo tudo!

Vejamos uma coisa, no seio da religião cristã, Deus criou os céus e a terra e tudo o que nela era bom. Ele também criou os anjos e o diabo, porém o diabo implantou o mal na terra e é o senhor das trevas. Logo aqui temos um ponto de discórdia: se o diabo é mau pelos seus pensamentos e Deus o criou… isso significa que Deus também consegue ter pensamentos maus.

Equiparar D-us ao homem é idiota. O homem nunca conseguirá perceber ou até imaginar a essência do Criador – por alguma coisa Ele é Deus.

Cristianismo: Deus é o criador do bem e o Diabo é o criador do mal. Afinal existem dois criadores dentro da mesma criação… em suma estamos a falar de uma crença politeísta.

Deixe uma resposta