o barco do Partido Social Democrata Português

o barco do Partido Social Democrata Português

Vou ter que ser sincero e honesto:

Fiquei arreliado, com a notícia de Pedro Passos Coelho ter decidido de não se apresentar a uma recandidatura.

Não é que não estivesse à espera. Havia já muitas corujas do próprio PSD a falar e a suplicarem pela sua demissão. É preciso ter coragem, dizer para sair da liderança, mesmo com uma derrota correspondente a uma  queda de 0,07% face as autárquicas anteriores. Vai ser complicado voltar a votar no PSD. Também sou honesto em dizer que foi a partir de hoje que comecei a apoiar o CDS (apesar de não os achar liberais e conservadores a mais).

Em portugal resta-me poucos partidos de direita, é um facto… porém dos que me sobeja, agora a escolha começa a ser mais simples. Em mim cresce uma questão, sobre o que será do Partido Social Democrata Português daqui para a frente.

Previous post
"Avenida Q" estão todos de parabéns
Next post
Aquilo que mantinha a geringonça

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

*

Back
SHARE

o barco do Partido Social Democrata Português