O português tem a mania de opinar

O português tem a mania de opinar

Quanto mais desarrumada temos a casa, mais vontade temos em olhar para a dos outros…

O português é um povo sem deslumbro. Já falei disso em tantas noutras publicações, como também em histórias: “O Nevoeiro Corrompido” e “A Viagem de Loucos“, sobre este povo que em tempos áureos descobriu e perdeu meio mundo. Para além do nosso, é composto por uma casta sem brio, com uma formação à quem de muitos que estão longe da partida.

Os desesperados acabam por fugir, para outros povos mais abertos, enquanto que por cá, os velhos do Restelo falam em jornais e outros ouvem atrás das portas, entreabertas das ruelas das velhas cidades portuguesas.

Só nos resta o turismo; desses provem a riqueza, para além de novas perspectivas que tentamos em adquirir.  Longe de todo o glamour do marketing que é dado aos de fora, os rezingões protestam em comentários das redes sócias. Frustrados, com a vida e com tudo, não passam de um Zé qualquer, que retrata de que é feita a massa cinzenta dos portugueses.

Sim… digo publicamente que o meu desgosto de ser tuga é coisa antiga.

Pela saudade, cresci e desde logo apercebi, que tanto o fado, como a saudade e a língua… são coisas ricas, demasiadamente para este, que nada disto merece.

Previous post
O celeuma em redor do Gentil
Next post
"Goat", vamos falar sobre bullying

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

*

Back
SHARE

O português tem a mania de opinar