1º Tu Bishvat, primeira abordagem…

Uma festa diferente que celebra a árvore comendo o seu fruto, numa espécie de bênção para que a próxima colheita seja mais frutífera.

Posso assumir como o meu primeiro festejo, apesar de ter feito, ainda este ano, na sinagoga Shaare Tikvah, em Lisboa.

Para quem não sabe, o Tu Bishvat é uma celebração que acontece no dia 15 do mês de Shvat (que regra geral acaba sempre por calhar no mês de Janeiro ou Fevereiro). Este festejo judaico tem como premissa um jantar onde só se come fruta.


Acaba por ser uma espécie de limpeza ao organismo, ao mesmo tempo que um preceito com algum sentido (pelo menos para mim…)

Admito que a primeira vez que fiz a festa foi, este ano, na sinagoga. Sou aluno do Judaísmo e estou no primeiro ano, este ano lectivo acabamos por fazer o festejo dentro da nossa “classe“. Todos nós trazemos uma peça de fruta e ainda lemos a Hagadah. Graças a essa boa experiência, trouxe o festejo para casa.


Festa…

Com vinho e leitura, celebrámos a árvore e o seu ano novo. Sempre com base nas orações judaicas, acabei por partilhar aos outros um pouco da cultura Judaica.

Esta festa a mim, faz-me sentido, pois no fundo acabo por conhecer um D-us diferente daquele que sempre tive acesso. Neste caso, Este, acaba por ser mais globalidade e não se baseia simplesmente na criação do “Ser Humano“.

A criação é um todo e foi feita para que todos a protejamos.