A morte de um lutador que era Português

Lutador Português morto levou nove murros na cabeça

Recentemente fui atingido com informações sobre a morte do lutador português, João Carvalho. Muita gente revoltou-se, outros quiserem meter o bedelho de forma agressiva, mas todos sentiram a peito por ser um Ser Português. Ao longo da semana tenho lido, e visto, tanto no Facebook como em outros lugares da Internet, informação sobre a morte de um desportista. Alguns comentários são assustadores, por causa da sua essência ditatorial.

Árbitro diz que parou combate de português no momento certo

sou contra ou a favor dessa modalidade?

Nem uma coisa nem outra, simplesmente não sou espectador desse tipo de desportos.

Não me cabe a mim, por não ser espectador, querer proibir a prática da modalidade. Se eu proibisse estava a ir em contra a liberdade individual que eu tanto defendo.

Acabar com algo só porque no nosso entendimento está mal, não é correcto! Se existem pessoas que se querem bater e que gostem de ver outros a levarem pancada até ao limite (não até à morte), isso é um problema dessas.

Lutador português morre 48h após enfrentar atleta do time de McGregor

Em relação ao adversário, ao McGergor, esse adversário matou o outro que é português (o ser-se nacional ou não é irrelevante quando a vida humana está sobre nacionalidades), eu questiono se esse lutador tem um processo criminal aberto. Eu acho que merecia, pois matou alguém, de forma racional ou não racional ele matou.

Deus, “lá em cima“, deve bater imensas palmas ao ver as pessoas a espancarem-se num ringue de luta…