A pressa e a lentidão num relacionamento

A pressa é má conselheira, mas e a lentidão?

O habitual é; terminar um relacionamento e encontrar algo o mais rápido possível – isto por causa da serotonina -. Assim à cabeça, encontrar alguém para esquecer outra, não é um movimento certo. Porém eu não quero fazer nenhum juízo de valor sobre as acções individuais, pois quem vive as situações é a própria pessoa.

Quando começamos uma relação, ou algo afectivo, não devemos de ter nem pressa nem ser muito lentos. Andar como um caracol estraga e a pressa afugenta. O meio termo é onde se encontra o melhor movimento, demos deixar os sentimentos fluírem, sem medo de os sentir. Devemos sempre tentar perceber ao máximo tudo aquilo que o nosso corpo está a dizer.

É importante que tenhamos consciência do nosso sentimento pela outra pessoa, e ainda mais importante é que ambos se encontrem num mesmo patamar de sintonia. Mesmo que um possa ter mais amor que o outro, no final da corrida ambos se encontraram na chegada, só é necessário dar tempo.