Agora vamos falar de racismo e comparações | Gerson Ingrês

by gersoningres
2 anos ago
89 Views

Eu já disse aqui, em atrasado, que o facto de não gostar de certa pessoa não implica que seja racista. Posso até não gostar de X pessoa de pele mais escura, o que não significa que não goste da restante população de pele mais escura.

Nos dias de hoje existe uma inconsciente banalização da palavra racismo. As pessoas apropriam-se da palavra como se fossem donas delas. Ofender é o mais importante, no meio de tudo. Porém a banalização da palavra não se inicia nas pessoas, mas sim nos média!

Um caso de racismo nos média:
 - Policia atira em homem negro.

Com este tipo de notícias, percebemos que existe um intensivo ao racismo. A importância não está no individuo, mas sim no homem negro – é esse o grande foco das atenções. A notícia em vez de frisar o Ser Humano, frisa a raça. Esta é a maior lacuna dos média. Que acabam sempre por frisar grupos, quando deviam de ser isentos.

Um negro mata X, ou um homossexual mata Y. Não seria mais normal dizer que um endivido matou Z?

Etiquetas:,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.