O cancro do outsorsing na sociedade

Faz dez anos que trabalho…

Durante grande parte da minha prestação laboral eu geralmente trabalhei em empresas de outsorcing.

Outsourcing, no mundo dos negócios, é um processo usado por uma empresa no qual outra organização é contratada para desenvolver uma certa área da empresa.

E este é o patrão Tuga, que prefere gastar euros em outsorsing que fazer contratos com o próprio trabalhador.

De quem é o problema?
 É do estado e da própria sociedade.

É do estado, pois é ele que incentiva esse tipo de contratação. É o estado que faz com que as empresas paguem muitos impostos. A carga distributiva devia de ser menos excessiva para quem gera trabalho e paga bem, certo? A meu ver devia de ser assim, mas nesse caso teríamos que culpar a sociedade, que aceitar toda a miséria que o patrão dá.

A educação empresarial, não deve partir do estado, mas sim do cidadão. Se um patrão oferece 50 euros por mês e se toda a população rejeitar essa oferta e ainda satirizá-lo, o patrão não terá outra alternativa se não aumentar o ordenado.

Ao estado, compete em não ser polvo, deixar a economia funcionar e incentivar à mão de obra com impostos baixos. Pois quem gera emprego deve de ter regalias para gerar ainda mais emprego.