Empresas prosperas e patrões desprezíveis | Gerson Ingrês

by gersoningres
1 ano ago
59 Views

Quem me conhece sabe que eu sou apologista que o governo deve dar mais intensivos ao patrão, pois é dele que é gerado emprego. No entanto, em Portugal a filosofia do patronado é amorfa. Basta olhar para o nosso estado e ver. A forma como os governantes da republica Portuguesa lidam com todos os portugueses é única! A corrupção abunda e o caos está presente.

Quando um patrão defende o seu trabalhador, ele está a criar uma empresa prospera.

Se os governantes são assim então os patrões não podem fugir muito a esta filosofia. Somos todos portugueses e temos uma forma parecida de agir. A cultura está bem enraizada. Na generalidade o patrão Tuga é: corrompido pelo poder, pessoa sem princípios que só olha para os que estão na sua alçada e não vê a empresa como um todo.

As empresas que geram mais lucros, têm na sua gerência patrões que fazem uma distribuição justa da riqueza.

 

Etiquetas:

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.