Nip Tuck, o vicio das plásticas

Sinopse:

O lado mais negro do universo da estética, onde as pessoas só se preocupam com a beleza exterior e o número de plásticas que querem fazer. Nip Tuck mostra como todos os valores estéticos podem tornar a vida dolorosa e sem conteúdo.

Quando mais plástico, mais superficial, menos transparente… o conteúdo torna-se sem importância.

Posso dizer que foi a primeira seria que me fez colar a um canal de televisão. Ainda me lembro, não a tinha visto a primeira season e já a via outras temporadas da série na Fox Life. Sempre achei nojento, e, ao mesmo tempo engraçado, a forma como Christian Troy e Sean McNamara faziam as lipoaspirações.


Nip Tuck

Uma produção FX que conta com sete fantásticas temporadas, cheias de operações em grande plano e relacionamentos controversos. Estriada em 2003 teve a sua conclusão em 2010.


Argumento fantástico, que aborda vários pontos controversos. Desde sexologia e religião. Esta é uma serie que não tem descanso no seu conteúdo. Os actores foram muito bem escolhidos e até chegam ao ponto de irritar.

Uma série que recomendo, desde a pessoa mais plástica à menos.

9 Pontos*

*numa escala de 0 a 10