Os verdadeiros receios aos compromissos a longo prazo | Gerson Ingrês

by gersoningres
3 anos ago
138 Views

“O namoro é uma instituição de relacionamento interpessoal, que tem como função a concretização do sentimental e/ou ato sexual entre duas pessoas em troca de conhecimentos e uma vivência com um grau de comprometimento inferior à do matrimónio.”

Muitas pessoas tem medo da palavra “Namoro“. Essas pessoas no fundo tem medo de se comprometerem com alguém, em prol de uma dualidade. Elas tem medo de formar e de constituir algo sério, mesmo que não passe de um simples namoro.

O namoro não significa eterno, simplesmente laça e marca um compromisso a dois, onde nele existe uma partilha física e emocional.

Na minha opinião este é o grande problema da sociedade em que vivemos. Vivemos numa sociedade egoísta e egocêntrica, onde a dualidade se transforma em individualidade. A família passa para o depois, sendo o compromisso um Bicho Papão guardado na gaveta.

As pessoas tem medo de assumir um compromisso, medo de se verem ao lado de alguém e medo de partilhar a vida com alguém.

O namoro é como um casamento, a diferença está no assinar papel fisicamente ou assinar papel psicologicamente. No casamento existe um compromisso com testemunhas e no namoro existe um compromisso sem testemunhas,  sem assinatura. Obviamente que é mais fácil ter uma curte, onde não há qualquer tipo de compromisso e onde se pode “jantar fora” os dias que se quiser.

Compromisso: Obrigação contraída entre diferentes pessoas de sujeitarem a um árbitro a decisão de um pleito.

Maior parte das pessoas confundem as curtes com o namoro. Na minha opinião: numa curte, como não existe compromisso, pode haver traição.

Devido ao caminho que a sociedade leva, maior parte das pessoas confundem os significados das palavras. As pessoas têm medo de compromissos, pois estão cientes que rapidamente quebrarem esse compromisso.

Curtir: Aplicar, geralmente couro ou qualquer outro tipo de pele, num líquido específico para suavizar seus efeitos e/ou cessar seu aspecto orgânico. Preservar (algum alimento) em vinagre, salmora, azeite etc.

Sabemos mesmo o significado das palavras?

Etiquetas:, ,

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.