Dark Light

Andava já a alguns dias a evitar falar com ele, mas tinha que falar. Apesar de ontem ter tido uma conversa normal, os sentimentos vieram todos ao topo. Acabei por chorar, não porque o amava, ou porque talvez sentisse alguma coisa. Chorei pela sua frieza. Questiono-me como é que uma pessoa consegue ser tão fria como ele. Acho que nunca irei conhecer ninguém assim tão frio. Lamento por ele ser assim. Lamento por não ter conseguido quebrar aquele gelo patético, que envolvia o seu coração que cada vez é mais pedra.

Não podia pedir melhor vida… se há uns meses a trás desejava morrer. Desejava viver na vida de outra pessoa, deixar de ser eu, abdicar dos meus problemas e adquirir o dos outros. Neste momento desejo correr atrás do meu futuro, tentando perceber-me cada vez mais.

Tive uma relação frustrante, o seu final ainda mais cansativo. Sei que por mais que me custe, o que estou a passar irá fazer de mim uma pessoa bem diferente. No fundo já está a fazer, eu sinto diferente! Sinto-me mais vivo, diferente na forma de estar na vida, até mesmo de ver o mundo. Tenho vontade de arriscar em novos projetos, libertar-me do que me fazia estar amarrado a alguém só porque sim.

Não podia pedir mais. Tenho amigos, família… sou feliz! Posso no futuro não ter o dinheiro que abdiquei no presente, mas tenho liberdade, felicidade… o dinheiro não é tudo. Dá jeito, mas não é tudo na vida. O dinheiro não compra aquele amor, aquele carinho, não compra aquela felicidade que a natureza nos dá quando olhamos para ela de olhos fechados.

Viver agora é o meu lema, até posso estar sozinho… é o que devia fazer, … estar sozinho! Por muito tempo. Ser feliz há minha maneira, mas se à coisa que não consigo controlar é a minha vontade de dar e receber amor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts