Publicações em redes sociais

Quando se diz algo a alguém, essa oração deixa de nos pertencer para pertencer a toda a gente.

Devemos de ter contenda na língua, no entanto naquilo que publicamos também deve ter o seu quê de raciocínio. Façamos o exercício; antes de publicar algo nas redes sociais devemos pensar qual é o impacto dessa publicação. Tudo o que se expõe acaba por ter um alvo. Muitas vezes, as redes sociais servem para causar ciumes numa relação. Olhando para o passado; as pessoas confiavam-se mais umas nas outras, pois não havia tanta bisbilhotice alheia.

Eu falo por mim, que por vezes vejo-me a publicar algo só para X pessoa ver determinado tema.

Neste caso, quando se publica alguma coisa, nós temos sempre um objectivo por detrás. Ou seja, quando eu olho para uma foto e a publico, eu no fundo quero que algo tenha impacto sobre alguém ou um grupo especifico (isto mesmo inconscientemente). Está claro que não é mau fazer publicações, mas o bom é termos consciência que a melhor forma não é espicaçar o outro. A vida acaba sempre foi dar o seu juízo.

A meu ver: é errado usarmos as redes sociais para dar mensagens subliminar aos outros, mas é a nossa natureza. Toda esta conjuntura, onde as pessoas perderam o desinteresse sobre outras, também ajuda com que estejamos mais ligados virtualmente e menos conectados com a vida.

Quando se publica uma festa e todos estão felizes, não implica que na realidade aquela festa foi realmente feliz.