Dark Light

A melhor maneira de mudar o mundo é ser um exemplo vivo dos princípios que queremos cultivar.

Tudo corre, o tempo urge e por vezes, não conseguimos esperar um segundo… mesmo que, esse instante possa vir a fazer diferença em ondas dominó. Quando perdemos paciência, em determinada altura, ou descolamos daquilo que nos leva à calma passando a ter uma carga diferente, é nessas alturas em que se deve fazer a diferença e controlar.

Sinto que estamos numa fase um pouco egoísta, o mundo todo está egoísta. Não me refiro apenas a mim; o Gerson no singular, mas sim a todos nós, à Sociedade. Mesmo com o confinamento, e olhando para um prisma coletivo, vejo no dia-a-dia que cada um só pensa no seu umbigo.

Graças a um conjunto de situações ou coisas, as pessoas deixam de pensar no vizinho do lado e só focam-se no seu problema. Acabamos por ser seres individuas e agimos de uma forma muito coletiva, como se fossemos todos parte de um rebanho e um dever de sustentação o ego individual.

Na Internet, por exemplo, toda a comunicação que temos de acesso, acabamos por nos focar mais nos meios tecnológicos que nos meios físicos. Dá-se mais valor àquilo que vemos através de um ecrã que aos seres que os rodeiam.

Cada um tem o poder de fazer a diferença, ela custa ser feita… pois é uma tarefa difícil (principalmente na situação onde todos nos encontramos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts